Conheça a nossa linha de Deskmats

Como cuidar da saúde física e mental durante o home office?

Imagem ilustrativa do texto "Como cuidar da saúde física e mental durante o home office?". Para o blog da Kumori.

Os tempos mudaram muito de 2020 para cá e os motivos já sabemos bem. Trabalhar de casa é uma realidade não mais transitória como já foi um dia, o que nos faz pensar muito em temas como a saúde no home office.

Assuntos como esse orbitam a questão bem-estar laboral há anos. Algumas empresas promovem atividades físicas rápidas no ambiente de trabalho (as que estão presenciais, claro), como exercícios de alongamento e ativação da circulação. Lembra deles?

Se você está trabalhando de casa pelo menos alguns dias da semana, é possível que esteja sentindo falta de alguns fatores das atividades presenciais que antes passavam despercebidos. É o seu caso?

Se for, estamos aqui para ajudar! Neste artigo, vamos falar sobre algumas dicas e técnicas para você conseguir promover sua saúde no home office. Vamos juntos?

Saúde no home office: física, mas também mental

Em um cenário de mudanças drásticas de contexto de trabalho como foi a transição do trabalho 100% presencial para o home office, é normal que surjam muitos estranhamentos.

Onde é o melhor lugar para trabalhar? Onde faço reuniões, e que equipamentos utilizar? Que tipo de decoração usar no home office? Essas são todas questões comuns que apareceram no decorrer dos longos meses de distanciamento social mais acirrado.

Em uma retrospectiva histórica, podemos dizer que a primeira constatação do trabalhador que migrou para o home office foi o estabelecimento – tácito, na maioria das vezes – de uma jornada sem limites.

Isso significa ter que trabalhar muitas vezes em jornadas de 10 a 12 horas – e, pior, ainda ficar disponível nos períodos de suposto descanso. 

Tanto tempo em posições pouco confortáveis, quando não totalmente inadequadas ergonomicamente, fez com que músculos, articulações e nervos do trabalhador home office fossem muito prejudicados. Muitos afastamentos aconteceram decorrentes desse tipo de problema.

Em paralelo corre uma outra questão, tão importante quanto a saúde física: o bem-estar mental, psíquico e social das pessoas que estão em regime remoto.

Com o isolamento, eventos sociais dos mais simples foram suspensos sem data para retorno. Pessoas se acostumaram a ficar em casa com uma rotina pouco saudável mentalmente: redes sociais, TV e streaming. 

As conversas e interações interpessoais presenciais, o olho no olho, o toque do abraço, um café com amigos no final da tarde – tudo isso praticamente cessou de acontecer.

E isso tudo foi um fator agravante de muitos problemas que foram sendo relatados pelas pessoas e pelos atestados médicos que carregavam. Crises de pânico, ansiedade e depressão são apenas alguns exemplos.

Por isso, vamos trazer aqui neste artigo algumas dicas e orientações que poderão ajudar você no eixo físico e outras que atuarão no seu psicológico. 

Saúde física no home office

Foi só quando passamos a trabalhar em casa, em regime de home office, que começamos a perceber algumas coisas que aconteciam. Uma dessas coisas é o quanto somos ativos no ambiente presencial de trabalho.

Caminhadas para ir à sala do colega ou do chefe, ao banheiro, ao responsável do financeiro que fica andares abaixo, deslocamentos de ida e volta para almoçar, descer para fumar – parece pouco, mas tudo isso contribui para nossa necessidade de movimentação.

Quando estamos em casa, muito disso se perde. Tendemos a restringir todos os nossos movimentos e deslocamentos, em uma política de mínimo esforço. Tudo isso é prejudicial para a saúde física.

Para ajudar você nesse quesito, separamos algumas dicas para que você poderá aproveitar muito bem se quiser atuar em home office de maneira mais saudável. Acompanhe!

1) Tenha uma estrutura adequada de trabalho

Imagem ilustrativa do texto "Como cuidar da saúde física e mental durante o home office?". Para o blog da Kumori.

Mesa, cadeira e luminária e um canto qualquer podem ser fáceis de resolver, mas se você procura uma vida de home office menos agressiva para o seu corpo, vale pensar nisso com mais carinho.

Escolha uma cadeira que seja ergonômica e uma mesa que tenha uma altura adequada. Instale seu posto de trabalho em um local arejado e iluminado. Ah, e se puder, não se esqueça de usar periféricos de qualidade!

2) Faça alongamentos e exercícios

Você montou um espaço de trabalho tão confortável e ergonômico que não quer mais sequer levantar da cadeira? Tudo errado!

Sua saúde física pede que você se levante de vez em quando, faça pequenas caminhadas. De preferência, faça alongamentos e coloque em prática aqueles exercícios que aprendemos em aplicativos e no Youtube.

3) Procure se alimentar melhor

Comer mal é sempre a causa de um efeito em cascata: estômago pesa, não consegue fazer exercícios direito, sente a necessidade de simplesmente deitar e perde tempo – de trabalho e de movimentação saudável.

Isso sem falar, claro, dos efeitos metabólicos graves que a má alimentação traz, especialmente no excesso de gordura e açúcares.

O ideal é manter uma alimentação equilibrada entre todos os tipos de alimentos, priorizando sempre aqueles que não são industrializados. Frutas e legumes? Liberado!

4) Priorize a qualidade do seu sono

Se existe algo mais do que comprovado científica e empiricamente é o poder restaurador do sono. Esse remédio grátis faz milagres: uma noite bem dormida pode reestabelecer muito do que estava errado no corpo.

Mas nem tudo são flores, uma vez que uma parcela considerável da população possui algum problema relacionado ao sono. Muitos não conseguem dormir assim tão facilmente.

Ainda assim, vale muito a pena investir em estratégias para dormir melhor – os resultados aparecem tanto na saúde física quanto na mental (da qual falaremos a partir de agora).

Saúde mental no home office

Um dos relatos mais comuns de pessoas que ficaram no isolamento e passaram a exercer todas as (ou pelo menos a maioria das) atividades de forma remota é o de uma espécie de fobia social.

Simples idas ao mercado, ao banco, à lotérica, se tornavam jornadas cansativas e estressantes – o que dizer, então, de um dia típico de trânsito em uma grande capital? Puro horror.

Ainda há muito a se descobrir, mas é praticamente certo que os piores dias de isolamento pandêmico mexeram com a psique e com a saúde mental das pessoas. A causa provável disso é que esse isolamento foi não apenas de corpos, mas também de vínculos, de emoção e de empatia.

Muita gente ainda se encontra em trabalho home office, e a tendência é que as empresas adotem essa modalidade como padrão. Então, mais do que nunca, valem algumas dicas importantes para você cuidar de sua saúde mental no home office:

1) Reserve um tempo para você, todos os dias

Imagem ilustrativa do texto "Como cuidar da saúde física e mental durante o home office?". Para o blog da Kumori.

Nada de apenas trabalhar, comer e dormir (às vezes nem comer). Separe algumas horas do seu dia para você mesmo. E não estamos falando apenas do famoso autocuidado!

Fazer coisas que você gosta e que não estão relacionadas a nenhum tipo de atividade laboral e/ou que precisam resultar em algo lucrativo são a verdadeira bateria da alma.

Pode ser qualquer coisa: livro, filme, cuidar de plantas, pintar, cozinhar, consertar chuveiro, fazer cerâmica, tomar café na varanda.

Vale qualquer coisa que lhe traga um mínimo de prazer descompromissado.

Se isso parece estranho a você, talvez seja mesmo caso de repensar sua rotina e incluir atividades desse tipo. Que tal começar?

2) Desligue das redes sociais

Trabalhar em casa é um convite praticamente irrecusável para transformar as redes sociais – Facebook, Twitter e Instagram, principalmente – em nossa única fonte de notícias e interação com outros seres humanos.

A interação digital e virtual nessas plataformas tem um efeito de substituição das relações normais entre as pessoas. Em outras palavras, nos sentimos “socialmente satisfeitos” quando utilizamos as redes.

E isso é bastante preocupante. Muitos estudos hoje já apontam para o uso excessivo das redes sociais como uma das principais causas de ansiedade e depressão. Por isso, uma das principais dicas para manter a saúde mental em dia no home office é dosar bem a utilização dessas plataformas.

3) Reforce laços de amizade

Imagem ilustrativa do texto "Como cuidar da saúde física e mental durante o home office?". Para o blog da Kumori.

Outro tipo de combustível da alma que é muito eficiente é estar junto de amigos queridos, principalmente aqueles com quem dividimos muito mais do que mesmos gostos.

Se você tem aquele amigo que te entende, para quem você pode falar qualquer coisa e desabafar sobre tudo, marque um café.

Não precisa ser nada muito longo ou que entre madrugada adentro – um encontro no final da tarde é suficiente e fundamental.

Muitas vezes temos em nossos namorados(as) ou cônjuges nossos melhores amigos – e nesses casos é ainda mais fácil! Passe mais tempo com eles, sem compromissos. Apenas pela relação humana e troca de pensamentos, ideias, impressões.

4) Saia de casa para realizar tarefas simples

Não é segredo que os aplicativos hoje são uma verdadeira “mão na roda” – podemos ter qualquer coisa entregue em casa, sem precisar falar com ninguém! Mágico, né?

Bom para a rotina, péssimo para a cabeça. Uma boa ideia é usar esse tipo de recurso apenas quando fizer mesmo diferença!

Se não, aproveite e vá ao mercado na esquina comprar aquele litro de leite, passe na farmácia para pegar uma vitamina e busque o seu lanche naquela hamburgueria que fica a três quarteirões da sua casa. Vai ser bom!

5) Procure ajuda, se necessário

Questões da mente também são doenças, não nos esqueçamos disso. Se você perceber que algo está errado, ou se alguém em quem você confia muito lhe disser isso, não hesite em procurar ajuda especializada.

No caso, essa ajuda é invariavelmente de cunho médico/terapêutico. Procure por um psicólogo(a) ou psiquiatra que atenda no seu plano de saúde – ou mesmo em consultórios-escola, muito comuns em universidades.

Pode ser que você não encontre o profissional ideal, que se alinhe com suas crenças e com seus paradigmas, e tudo bem – na verdade, isso é bem comum. Mas não desanime! Continue buscando, que muito em breve você encontrará o profissional ideal para ajudar você.

Siga essas dicas e orientações (ou pelo menos as que fizerem sentido para você) e fique saudável, trabalhando em casa ou presencial – é o que desejamos para você!

Não perca nada

Lançamentos, descontos e conteúdos exclusivos.

Inscreva-se

Utilizamos cookies para o funcionamento de nossa loja online. Também utilizamos cookies de terceiros para personalização de experiências de anúncios nas plataformas deles.